Origami

Euclides vs. Origami
Ana Rita Pires (University of Cambridge)
Segunda-feira, 04 de Dezembro de 2017, 18h00, sala 6.2.33

Fazer certas construções usando apenas régua e compasso é um exercício clássico em Educação Visual. Estas restrições no que toca aos instrumentos têm raízes em Euclides, considerado o pai da geometria. Algumas construções são famosas precisamente por serem impossíveis, por exemplo duplicar o cubo, trissectar um ângulo, e quadrar o círculo. Mas e se substituirmos os instrumentos clássicos de Euclides por papel no qual podemos fazer origami? Será que, para além de produzir bonitos animais de papel, o origami também nos permite resolver estes problemas da antiguidade?

cartaz.pdf

Departamento de Matemática
Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa
Campo Grande, Edifício C6, Piso 2
1749-016 Lisboa

Mesa-redonda sobre mobilidade

A Europa aqui tão perto
Mesa-redonda com alunos Erasmus+
Moderador: Catarina Santa Clara (Ciências – ULisboa)
Quarta-feira, 22 de novembro de 2017, 18h00, sala 6.2.33

Desde 1987, o programa Erasmus já permitiu a mobilidade de mais de quatro milhões de estudantes do Ensino Superior, dos 33 países envolvidos neste programa. Alguns alunos do Departamento de Matemática vêm contar-nos como este programa mudou a sua vida.

Francisco Picado (Lic. Matemática, Universidade de Lisboa, 2016)
Erasmus+ Universitat Politècnica de Catalunya, 2015/16
O programa Erasmus+ foi uma experiência sobretudo formativa e abriu-me portas: profissionais, metas pessoais, oportunidades que não sabia sequer existirem. Aprendi bastante, fiz bons amigos e fiz contactos que sei que durarão vários anos. Desde pessoas com quem gostaria de trabalhar a pessoas que percorrem a Península Ibérica duas vezes num fim-de-semana para me ver. É complicado, é duro, mas é inesquecível. Não posso deixar de aconselhar um desafio tão grande como o programa Erasmus+.

Gonçalo Carvalho (Lic. Matemática, Universidade de Lisboa, 2012; Mestre Matemática, Universidade de Lisboa, 2014)
Erasmus+ Università degli Studi di Milano-Bicocca, 2013/14
Porquê fazer Erasmus? Porquê sair do país, conhecer uma nova cultura e diferentes pessoas? Erasmus é mais do que uma viagem fora do nosso país. É uma porta para mundo, onde a experiência social e cultural nos eleva como pessoas, e nos ajuda a respeitar mais a vida. Atualmente, é sem dúvida um requisito a nível profissional.

Henrique Guerreiro (Lic. Matemática, Universidade de Lisboa, 2014; Mestre Matemática, University of Cambridge, 2015)
Erasmus+ University of Warwick, 2013/14
A experiência de Erasmus foi extremamente enriquecedora, tanto a nível académico como cultural. Conheci pessoas dos quatro cantos do mundo e fiquei fascinado com o dinamismo dos Ingleses na Universidade, onde se envolvem em sociedades e perseguem as suas paixões intelectuais. A minha forma de ver o mundo mudou para sempre depois do Erasmus.

Manlio Fantauzzo (Aluno Matemática, Università degli studi di Pavia)
Erasmus+ Universidade de Lisboa, 2017/18
Lisbona è una città meravigliosa, ricca di storia e fascino, il Portogallo in generale è capace di regalare scorci paesaggistici sublimi, il tutto unito con una buona offerta formativa sta rendendo il mio Erasmus particolarmente interessante.

Sofia Simões (Lic. Matemática Aplicada, Universidade de Lisboa, 2016)
Erasmus+ Università degli Studi di Roma “La Sapienza”, 2015/16
É incrível perceber como é fácil começar do zero noutro sítio. Em apenas seis meses ganhei uma nova língua, um novo país, uma nova casa e grandes amigos!

Alguns depoimentos sobre a experiência Erasmus+ dos alunos do Departamento de Matemática poderão ser encontrados aqui.

cartaz.pdf

Departamento de Matemática
Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa
Campo Grande, Edifício C6, Piso 2
1749-016 Lisboa

Também a não perder:
– Dia Internacional em Ciências, 21/11/2017, 12h-17h, átrio do C3
Sessão de Incentivo à Mobilidade no Departamento de Matemática, 29/11/2017, 11h, 6.2.33

Ver Erasmus+ em Ciências.

Videoconferência sobre Inteligência Artificial

Matemática para a Inteligência Artificial
Simão Herdade (Yahoo, São Francisco, Estados Unidos)
Videoconferência a partir da Yahoo, em Silicon Valley
Quarta-feira, 25 de Outubro de 2017, 18h00, sala 6.2.33

Os actuais modelos de Inteligência Artificial já ultrapassam o ser humano no reconhecimento de objectos em imagens. As chamadas Redes Neuronais fazem uso de diversos resultados matemáticos, da Geometria e Análise Multivariada, à Optimização e Teoria de Grafos. Nesta sessão faremos uma exposição de algumas destas ideias e algoritmos, com o objectivo de contemplar a interação entre o engenho humano e tecnológico.

Antigo aluno da licenciatura e mestrado em matemática do DM-FCUL, Simão Herdade doutorou-se em combinatória e teoria de números pela universidade de Rutgers. No advento da inteligência artificial, especializou-se em visão de computadores, encontrando-se actualmente a trabalhar como investigador em engenharia de software na Yahoo.
https://www.linkedin.com/in/simao-herdade-97930216/

cartaz.pdf

Departamento de Matemática
Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa
Campo Grande, Edifício C6, Piso 2
1749-016 Lisboa

A conjectura ABC

O poder do ABC
Jorge Buescu (DM-FCUL)
Quarta-feira, 27 de Setembro de 2017, 18h00, sala 6.2.53

Nesta sessão tratar-se-á de um famoso problema em aberto em Teoria de Números, conhecido como conjectura ABC. Mostra-se por que razão esta conjectura é provavelmente o problema mais importante da área, a seguir à Hipótese de Riemann, evidenciando as suas fortíssimas e surpreendentes consequências. Como exemplo destas consequências fornecer-se-á uma demonstração do Teorema de Fermat (módulo ABC). Finalmente, detalhar-se-á a bizarra situação actual do problema, com uma possível demonstração que a comunidade matemática se tem esforçado por decifrar ao longo da última década – sem grande sucesso até hoje.

 cartaz.pdf

Departamento de Matemática
Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa
Campo Grande, Edifício C6, Piso 2
1749-016 Lisboa